Publicidade infantil evoluiu, mas pais precisam estar atentos, diz Irene Maluf

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

Antigamente não existiam tantos grupos para discutir a publicidade, então ela corria mais solta, não era vista como a vilã da história como acontece atualmente, diz Maria Irene Maluf ex-presidente nacional da Associação Brasileira de Psicopedagogia (2005 a 2007). Para ela, isso não quer dizer que os pais possam descuidar e deixar seus filhos sozinhos diante dos apelos da publicidade. “Criança não nasce sabendo, precisa dos pais ao seu lado”, diz. O que não pode, segundo a psicopedagoga, é deixar de ter aquela conversa desagradável com os seus filhos para explicar que determinado produto só pode ser adquirido em um momento oportuno por conta de uma serie de fatores econômicos ou educacionais. Irene Maluf diz que isso é tarefa dos pais.

 

 

 


Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

Nenhum Comentário

Você deve efetuar o login para deixar um comentário.