Propaganda não influencia quando a família assume a educação das crianças

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

Segundo a securitária Amanda Leite, a dosagem para saber o limite da publicidade infantil deve ser passada em casa ou até na escola para as crianças. Amanda é a favor da manutenção da propaganda voltada para o público infantil, sem proibições, mas repassa a pais e professores a responsabilidade na orientação das crianças.

Leia seu depoimento:

Oi, meu nome é Amanda, eu sou securitária, sou mãe e por isso sou a favor da manutenção dessas propagandas para criança, porque eu acho que a educação vem de casa. Eu tenho sobrinho com 12 anos, outro com nove e não foram influenciados por aquilo que passa na televisão. É claro que tudo tem uma dosagem, é feito em cima da responsabilidade daquilo que a gente passa para criança, mas eu acho que se vier de casa, se vier educação da escola, eu acho que não agrava não.” 

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

Comentário (1)

Você deve efetuar o login para deixar um comentário.


  • Afonso Malatesta comentou em 15 de fevereiro de 2012

    Bom depoimento de uma mão que não foge a luta e encara seu papel de educar e orientar seu filho.