Conar está a serviço da publicidade honesta e verdadeira, diz Leifert

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

O consumidor que se vê diante de um anúncio mentiroso ou ofensivo tem a prerrogativa de denunciá-lo, afirma Gilberto Leifert, presidente do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). Ele conta que o órgão é formado por publicitários e outros representantes da sociedade, como advogados e médicos e já analisou mais de 7 mil propagandas nos 30 anos de sua existência. Leifert lembra que a publicidade é autorregulamentada e também está sujeita a outras leis como o Código de Defesa do Consumidor, “que impõe multas e pena de detenção para a propaganda enganosa, por exemplo”. Diz ainda que a Constituição Federal garante o direito à liberdade de expressão para notícia, para opinião e para o anúncio.

Assista ao depoimento de Gilberto Leifert e veja também o que o ministro do STF Dias Toffoli diz sobre a liberdade de expressão na publicidade.

 

 

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

Nenhum Comentário

Você deve efetuar o login para deixar um comentário.