A proibição da publicidade infantil lembra a censura e não a educação

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

A assistente jurídica Camila Mizue Fujisawa acredita que uma ideia de proibição da publicidade infantil está mais associada à censura do que à educação. Segundo ela, o governo não tem esse papel e cabe à famiília ou responsáveis pela criança prepará-la para conviver com a publicidade.

Veja também o ministro do STF Dias Toffoli sobre a librerdade de expressão.

Share to Facebook Share to Twitter Share to Email

Nenhum Comentário

Você deve efetuar o login para deixar um comentário.